2021, astrologicamente falando

Em 2019 escrevi esse texto dizendo que 2020 seria um ano ponte entre o velho e o novo mundo que precisamos construir, quando alguns ciclos estavam se fechando enquanto outros estavam se iniciando, e que muitas estruturas precisariam ruir para que o novo pudesse nascer. Não me parece que foi

feliz ano novo

O que eu mais desejo para o ano novo é que mais pessoas reconheçam a importância do momento na história que estamos assistindo e tendo a honra de participar! Momento de transição, de transformação, de inauguração de um novo paradigma de viver! O estudo da astrologia me ajudou a compreender

quem seremos depois de 2020?

Há pelo menos 3 anos, astrólogos por toda parte tem falado sobre Março de 2020! Como um momento astrológico de grande força e intensidade, que pode significar uma mudança coletiva de importância e radicalidade que, sem dúvida, marcarão as próximas décadas! No post sobre 2020, o final de uma era

2020, o final de uma era

Astrologia é fundamentalmente sobre ciclos. Ciclos dentro de ciclos. Um novo ciclo vai começando enquanto outro ainda está terminando, num fluxo contínuo e circular de energias que se sucedem e se sobrepõem. Quando aprendemos a ler essa linguagem tão complexa quanto misteriosa, ao ser tão matematicamente exata, a frase de

forma e fundo

Essa é uma reflexão antiga para mim. Vivemos num momento da vida nesta porção do planeta, ocidental, capitalista, patriarcal e racionalista, no qual parecer é mais importante que ser. A forma é mais importante que o fundo. Palavra e ação cada dia mais desconectadas. Uma forma polida para um conteúdo

equinócio de primavera: eu e o outro

Hoje perto das 11 horas da noite de Brasília acontece o momento exato do equinócio de primavera no hemisfério sul. É quando o Sol entra o grau 0 de Libra, signo do nós, da harmonia, do equilíbrio, da diplomacia, regido por Vênus, planeta feminino da beleza e dos relacionamentos, energia

Outros saberes no seu email? Assine aqui:

nunca compartilharemos seus dados