forma e fundo

Essa é uma reflexão antiga para mim. Vivemos num momento da vida nesta porção do planeta, ocidental, capitalista, patriarcal e racionalista, no qual parecer é mais importante que ser. A forma é mais importante que o fundo.

Palavra e ação cada dia mais desconectadas. Uma forma polida para um conteúdo extremamente agressivo e ‘tá tudo bem’. Um conteúdo profundo, amoroso e verdadeiro, numa forma veemente, ‘não está tudo bem’; ‘foi agressivo’, ‘descontrolado’…

O simples confronto de ideias, que deveria e pode ser algo belo, profundo, verdadeiro, para nos ampliar possibilidades de pensar e ser, está praticamente proibido atualmente. Sócrates se nos visse, choraria.

E assim, cada dia mais calados, ensimesmados e enformados parecemos por algum tempo uma sociedade civilizada. Só que não né?

Mas como o que ‘está em cima é o que está embaixo’, o Céu nos presenteia com um ciclo astrológico e energético que que fecha um ciclo 800 anos na humanidade, com chamados de transformação e limpeza em Capricórnio, signo que nos fala do ‘dever ser’, do parecer ser, das estruturas de poder e dinheiro, do sistema capitalista, do patriarcado… nos dando a oportunidade de mudar o jogo entre forma e fundo.

Em Capricórnio estão, Saturno, planeta da responsabilidade, desde 2017; Plutão, planeta que quer trazer a sombra à consciência para transformar, desde 2008; Nodo Sul, ponto matemático da astrologia cármica que pede para limpar, soltar o que já não serve mais para nosso propósito evolutivo enquanto indivíduos e sociedade, desde 2018; e Júpiter, planeta que expande o que toca e que vai chegar daqui ali em Dezembro, vão fazendo seu trabalho no Céu, para nos ajudar a fazer o trabalho aqui na Terra.

Esse ciclo se encerra no final do ano que vem (exatamente dia 21/12/2020, dia do Solstício!), com o encontro entre Júpiter e Saturno no grau zero de Aquário! Estamos fechando o ciclo materialista de encontros entre Júpiter e Saturno (planetas sociais) em signos de Terra, que vem acontecendo há 200 anos, para iniciar um novo ciclo na leveza da energia mais mental e sutil dos signos de Ar. Começando por Aquário, que é o signo do amor Ágape, por tudo e todos.

Ou seja, estamos sendo chamados pelo Céu a transformar, na Terra, as formas, as estruturas de poder e de produção e de relação. Sair do materialismo, consumismo, individualismo… que são a forma para um mundo cujo fundo são injustiças sociais, infelicidade, violência e doenças de todos os tipos e naturezas que nos acometem enquanto indivíduos e sociedades.

Quando as formas caem os fundos se revelam. É o que estamos passando. É o que precisamos aprender.

Que a forma molda o fundo e tem sua extrema importância, é fato. Mas é o fundo que de fato importa. Quando temos um fundo que é bom, é belo, é justo, é humano, a forma podemos ir criando e lapidando cotidianamente.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
inscrever-se
Notify of
0 Comentários
feedback em linha
ver todos os comentários

textos especiais nos equinócios e solstícios por email? assine.

nunca compartilharemos seus dados

0
deixe seu comentáriox
()
x

sobre o blog

Esse blog nasceu de um constante mergulhar em mim mesma e no universo ao meu redor.

Traduzir em palavras os sentimentos que me atravessam me ajuda a organizá-los e refleti-los.

Perguntar-nos ‘Quem sou eu?’ é pra que estamos aqui! E eu espero te inspirar a explorar esse tema.

about the blog

This blog was born from the constant dive into myself and the universe around me.

To reflect into words the feelings that emerge, helping me to organize and translate them.

To ask ourselves ‘Who am I?’ is what we are here for! I hope this blog inspires you to explore it.